100%

Projeto altera LRF para retirar despesas com programas de saúde e assistência dos limites de gastos com pessoal

A Lei Complementar 101/2000 de Responsabilidade Fiscal (LRF) é reconhecida como um marco para a administração pública. A norma estabelece parâmetros para o gasto público dos Entes federados e tem como premissas básicas o planejamento, o controle, a transparência e a responsabilização. Dentre as muitas propostas que tratam da norma, em tramitação no Congresso Nacional, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 15/2016 retira dos limites de gasto com pessoal as despesas com conselhos tutelares e programas especiais de saúde e assistência social, como os de Saúde da Família e de atenção psicossocial.

O texto apresentado pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), está pronto para ser votado em Plenário. Ele representa um dos pontos da legislação de maior debate entre os parlamentares, o limite de gastos com pessoal. De acordo com a LRF, essa despesa total não pode ultrapassar o limite de 54% para o Executivo nos Municípios; e de 49% nos Estados. Diante disso, o PLS reconhece que programas federais, como o Saúde da Família, promoveram novas despesas nos Municípios, e as transferências da União não acompanham os custos. Some-se a isso, as sucessivas perdas de arrecadação que prejudicam os governos locais.

Alencar endossa o entendimento de que os prefeitos estão com essas receitas previstas nos orçamentos no início do ano e repentinamente, por ato de contingenciamento da União elas deixam de entrar nos orçamentos. A crise econômica e fiscal também impõem aos Municípios perdas de arrecadação e com isso, os gestores descumprem os limites estabelecidos na LRF e nos finais de mandato, o artigo 42, resultando como consequência: apontamentos dos Tribunais de Contas, denúncias pelo Ministério Público e enquadramento na Lei da Ficha Limpa. Para ele, o engessamento na legislação “feriu frontalmente a autonomia administrativa e financeira dos Municípios”.

Outro projeto que trata da norma foi apresentado pelo senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES), e torna a apuração da despesa total com pessoal mais clara e veda o aumento excessivo, justamente para evitar que manobras políticas semelhantes às citadas por Otto aconteçam no país, aproveitando brechas da LRF. O PLS 362/2018 declara a nulidade do ato que concede aumentos ou vantagens cujos impactos sobre as despesas com pessoal ocorrerão após o final do mandato do titular do respectivo Poder ou órgão.

Texto
“A proposição torna explícita a conduta de não determinar a adoção das medidas necessárias para a redução do montante da despesa total com pessoal que tiver excedido os limites máximos estabelecidos na LRF como crime de responsabilidade dos prefeitos, dos governadores, do Presidente da República, dos presidentes dos Tribunais do Poder Judiciário, dos chefes do Ministério Público e dos presidentes dos Tribunais de Contas. Essa medida objetiva dar maior efetividade à recondução das despesas com pessoal aos seus correspondentes limites”, observa Ferraço no texto inicial do projeto, ainda sem data para ser votado na comissão.

Já a proposta do senador Lasier Martins (PSD-RS) altera a Lei de Responsabilidade Fiscal para vedar o contingenciamento de recursos orçamentários para ciência, tecnologia e inovação. O PLS 594/2015, de autoria dele, também aguarda votação na CAE. Ele teve parecer favorável do relator na CAE, senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Para ele, livrar as áreas de ciência, tecnologia e inovação do contingenciamento orçamentário pode contribuir para o progresso tecnológico do país e, consequentemente, para o crescimento econômico.

 

Leia também

Projetos garantem transferências da União a Municípios que não cumprirem LRF por queda de receita

Da Agência CNM de Notícias, com informações da Agência Senado
Foto: Jonas Pereira/Agência Senado


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 21/09/2018 - 09:48:54 por: Silvane Correia Biff Figueiro - Alterado em: 21/09/2018 - 09:48:54 por: Silvane Correia Biff Figueiro

Notícias

Projeto visa sustar portaria do Tesouro que inclui despesas com OCS no limite de gastos de pessoal
Projeto visa sustar portaria do Tesouro que inclui despesas com OCS no limite de gastos de pessoal

Com apoio e atuação da Confederação Nacional de Municípios (CNM), o deputado federal Pedro Westphalen (PP-RS) apresentou projeto de decreto legislativo para sustar a Portaria 233/2019 do Tesouro Nacional. O documento impôs regras transitórias para rotinas contábeis, incluindo despesas de pessoal com Organizações da Sociedade Civil (OCS) no cálculo do montante dos Entes Federados que as contratam.  A medida do Tesouro apresenta grande impacto nos Municípios, principalmente...

CNM participa da 27ª CTCONF, contabilistas e gestores municipais podem acompanhar ao vivo
CNM participa da 27ª CTCONF, contabilistas e gestores municipais podem acompanhar ao vivo

De 7 a 10 de maio está acontecendo na Escola Nacional de Administração Pública (Enap), em Brasília, a 27ª reunião da Câmara Técnica de Normas Contábeis e de Demonstrativos Fiscais da Federação (CTCONF), responsável por subsidiar as normas gerais relativas à consolidação das contas públicas até que seja criado o Conselho de Gestão Fiscal. A reunião acontece duas vezes por ano.Entre os temas discutidos nesta edição estão os aspectos contábeis e fiscais referentes aos...

CNM celebra Dia Nacional do Turismo e destaca ações para a melhoria da atividade nos Municípios
CNM celebra Dia Nacional do Turismo e destaca ações para a melhoria da atividade nos Municípios

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) celebra nesta quarta-feira, 8 de maio, o Dia Nacional do Turismo. A entidade destaca o potencial turístico das cidades brasileiras e reforça a importância do incentivo às ações que tenham o propósito de fortalecer as atividades turísticas como alternativa de incremento de receitas para a administração municipal. A entidade lembra que o Turismo envolve mais de 50 atividades econômicas em todo o país. Por isso, tem trabalhado...

Equipe do CNM Qualifica encerra o mês em Florianópolis (SC) com debates sobre alternativas para a gestão da Saúde
Equipe do CNM Qualifica encerra o mês em Florianópolis (SC) com debates sobre alternativas para a gestão da Saúde

A última edição do CNM Qualifica deste mês começou nesta segunda-feira, 29 de abril, na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina. As alternativas para a gestão da saúde básica foram os temas centrais do encontro que reuniu mais de cem gestores de várias cidades do Estado. O evento está sendo promovido pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) em parceria com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). A CNM foi representada pelos consultores Hugo Lembeck e Carla...

CNM incentiva participação de gestores em curso online sobre transparência local
CNM incentiva participação de gestores em curso online sobre transparência local

A Organização dos Estados Americanos (OEA), em conjunto com a Federação Latino-americana de Cidades, Municípios e Associações de Governos Locais (Flacma), está promovendo um curso sobre transparência local com a intenção de conhecer a importância do governo aberto e as ferramentas disponíveis para a implementação do mesmo em nível municipal. A Confederação Nacional de Municípios (CNM) incentiva a participação no curso devido à importância de conhecer e utilizar a...

CNM pede ação do STF contra bloqueio de recursos dos Municípios por causa de precatórios
CNM pede ação do STF contra bloqueio de recursos dos Municípios por causa de precatórios

Diante do bloqueio e sequestro de recursos dos Municípios — até mesmo de contas vinculadas — devido a precatórios, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, participou de audiência no Supremo Tribunal Federal (STF) com o ministro Marco Aurélio no início da noite desta terça-feira, 23 de abril. O objetivo é sensibilizar a Corte sobre a impossibilidade financeira das prefeituras de arcar com o pagamento sem que o governo federal cumpra a Emenda...

Meio ambiente e finanças municipais são temas do CNM Qualifica em Aracaju e Cuiabá
Meio ambiente e finanças municipais são temas do CNM Qualifica em Aracaju e Cuiabá

Gestores dos Estados de Sergipe (ES) e Mato Grosso (MT) começaram a semana com troca de conhecimento e experiências sobre finanças municipais e meio ambiente, com o CNM Qualifica. A capital sergipana recebeu nesta segunda-feira, 22 de abril, o consultor da Confederação Nacional de Municípios (CNM) Eudes Sippel. Enquanto o consultor Valtemir Goldmeier estará em Cuiabá na segunda e na terça-feira, 23, para falar da gestão ambiental. Em Aracaju, a parceria com a Federação dos...